Hitachi Construction Machinery - América do Norte
Voos durante o dia e escavações à noite
1 de março de 2018

Melhorar a infraestrutura de um aeroporto enquanto ele se mantém totalmente operacional não é uma tarefa fácil. Mas a Nan, Inc. está preparada para o desafio, muitas vezes cavando durante a noite para conseguir concluir o serviço.

São 10 p.m. e o tráfego de aéreo está se preparando para o dia no Aeroporto Internacional Onizuka Kona, em Keāhole (KOA), na Ilha do Havaí. À medida que o dia chega ao fim, a Nan, Inc. começa a trabalhar com a sua escavadeira ZX470LC-6 da Hitachi no grande projeto do aeroporto chamado Programa de Modernização do Terminal Fase 1, um investimento de US$ 75milhões em melhorias e reorganização do layout do aeroporto.

O projeto, liderado pela divisão de aeroportos do Departamento de Transportes do Havaí (HDOT), faz parte do projeto de modernização de US$ 2,7 bilhões para melhorar os aeroportos de todo o estado.

Não é de surpreender que o projeto tenha sido confiado à Nan, a empresa é a maior empreiteira geral operada localmente do estado. A Nan fornece uma ampla variedade de serviços de construção profissionais, incluindo pré-construção, serviços gerais de empreiteira, concepção e construção.

Atualmente, os terminais norte e sul do KOA operam independentemente, o que significa que os passageiros precisam passar pelo controle de segurança ao entrarem nos diferentes terminais. A Nan consolidará os dois terminais, permitindo que os passageiros (mais de 3 milhões de pessoas que usam o aeroporto todos os anos) movam-se livremente entre os terminais.

A empresa também está construindo uma nova instalação para manuseio de bagagem que exige a escavação de um túnel de 18 pés de profundidade para o equipamento de manuseio de bagagem. A Nan também está cavando poços de drenagem e instalando os serviços públicos. Todas as melhorias nas instalações ajudarão a agilizar as operações do aeroporto.

A Nan começou a trabalhar no aeroporto em fevereiro de 2017 e espera que o projeto seja concluído em 2019. A empresa dedicou a ZX470LC-6, sua mais nova máquina Hitachi, ao projeto.

"A nova Hitachi 470 é muito útil nesse projeto", nas palavras de Glenn Kobayashi, um gerente de projetos da Nan. "É o nosso maior equipamento no projeto, é o nosso cavalo de carga cavando o túnel e os pacotes de serviços públicos. Nunca tivemos problemas e ela tem feito um ótimo trabalho!"

Gestão de logística

A logística e a coordenação do projeto são extremamente importantes para que a Nan mantenha as operações do aeroporto funcionando tranquilamente enquanto o projeto progride, principalmente considerando a localização do aeroporto.

"Trabalhar na Grande Ilha é algo com o qual precisamos nos adaptar", comenta Kobayashi. "As entregas aéreas não chegam no dia seguinte. Elas demoram dois dias ou precisam vir de barco. O barco pode parar em outra ilha antes de chegar aqui. A logística é complicada para tudo, de materiais de construção a peças de equipamentos."

A Nan também precisa ajustar o cronograma da sua equipe enquanto trabalha no local.

"Devido às restrições de trabalhar em um aeroporto em operação, precisamos modificar nosso cronograma", explica Kobayashi. "Portanto, algumas vezes trabalhamos durante a noite para não afetar as operações do aeroporto. Precisamos observar as luzes, controle de tráfego adicional e segurança."

Kobayashi disse que manter o projeto no rumo certo é um esforço em equipe.

"Trabalhar em um aeroporto ativo é muito difícil", afirma. "O controle de tráfego, a coordenação entre as companhias aéreas, o centro de operações, as empresas que operam no aeroporto, o público geral, a TSA, a FAA. Precisamos manter a coordenação com muitas pessoas."

A máquina certa para o trabalho

A Nan analisou bem suas opções no momento de escolher a escavadeira certa para trabalhar no projeto.

"Como esse aeroporto já está em operação, precisamos ficar atentos a diversos serviços que já estão em funcionamento", diz Kobayashi. "Não queremos interromper as operações de nenhuma companhia aérea. Não podemos usar uma máquina muito grande, pois não queremos causar danos."

Scott Oshiro, um gerente de projetos sênior da Nan, disse que a ZX470LC-6 tem se mostrado uma boa escolha para o trabalho.

"A 470 tem um tamanho perfeito", disse. "Não é muito grande, nem muito pequena, e tem uma boa potência para o trabalho que estamos fazendo. Eu queria ter outra dela!"

Embora Kona seja uma região rochosa e a pista do aeroporto tenha construída em grande parte sobre rocha vulcânica, o terreno parece não incomodar Kobayashi.

"Gostamos de trabalhar em Kona pois temos muito sol e muita rocha quando comparado com outras partes da Grande Ilha, onde você pode ter muita chuva e lama", disse. "A Hitachi sabe como lidar com as rochas!"

Walter Andrade, um operador da Nan com 40 anos de experiência, fez muitos trabalhos de escavação com a nova ZX470LC-6 e também é um entusiasta da máquina.

"Eu gosto da altura, da parte traseira mais curta e da potência", disse Andrade. "É muito tranquila." 

Enquanto a Nan lida com os desafios de trabalhar em um aeroporto ativo, Kobayashi relata que todas as preocupações são minimizadas ao ter a 470 no local junto com o suporte do concessionário Hitachi.

"O acesso é muito difícil ao trabalhar na AOA (área de operações aéreas)," comenta. "Nós queremos minimizar definitivamente o tempo de inatividade e trazer mecânicos e uma equipe de manutenção. Então, ter uma nova Hitachi 470 no canteiro de obras facilita muito a minha vida.  E temos também o excelente apoio da American Machinery."

A Nan Inc. é atendida pela American Machinery, Kona, no Havaí.